quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Amazonas: sindicato contesta carga horária dos médicos do IML

A falta de informações sobre a carga horária no concurso público que selecionou médicos para o Instituto Médico Legal de Manaus levou o Sindicato dos Médicos do Amazonas a lançar um movimento reivindicatório questionando, além da carga horária que os médicos do IML têm de cumprir, as más condições de trabalho e a falta de diretoria técnica no Instituto.

Em entrevista à Rádio FENAM, o presidente do Sindicato dos Médicos do Amazonas, Mário Vianna, disse que o edital do concurso não informava a carga horária que os médicos deveriam cumprir. Segundo ele, os 35 médicos convocados para o trabalho se surpreenderam quando souberam que teriam de cumprir carga horária de policial: 24h X 72 horas. Por conta desse e de outros problemas no Instituto Médico Legal, o sindicato protocolou na Delegacia Geral da Polícia Civil nesta quarta-feira, 02/02, um documento contendo as reivindicações dos médicos do IML.

Fonte: FENAM

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

stats

redes

    

Blog do médico paraense Waldir Cardoso dedicado a discutir sobre saúde, política e cidadania. Seja bem vindo/a

Vídeos

Vídeos

Waldir e Saúde no Brasil vídeo

Vídeos

Arquivo

Arquivo

Busca

Busca
Tecnologia do Blogger.

Categorias

Categorias

Estatísticas

Estatísticas

Contador

Contador de visitas

clustrmaps