sábado, 23 de abril de 2011

Eleição na Associação Nacional dos Médicos Peritos - ANMP

Em uma das listas que participo, recebi este e-mail, da lavra do colega Fancisco Luciani, Delegado Associação Nacional dos Médicos Peritos, GEX Porto Alegre. Vale a pena ler para ter uma idéia de como foi o provcesso eleitoral daquela associcação.

"Colegas, boa dia.

Estivemos ontem, 29/03/11 reunidos em AGO em Brasília para mais uma eleição da ANMP.
O que se viu foi lamentável. Não houve o mínimo vestígio de lisura, imparcialidade ou legalidade na condução do processo.

Vou tentar resumir o que ocorreu:

1) Toda a Assembléia foi conduzida pelo atual presidente da ANMP, Dr. Argolo com sua usual empáfia e truculência;

2) Não foi reconhecida a função da Comissão Eleitoral que ficou fora do processo, não se manifestou, não teve acesso ao processo eleitoral e não conduziu a AGO convocada, no edital, pela Comissão Eleitoral e, inclusive, não teve voz durante a AGO;

3) A empresa de auditoria contratada, segundo o Estatuto, para garantir a segurança eletrônica do sistema e do processo eleitoral foi, na verdade, paga e contratada para avaliação apenas a capacidade técnica para suportar uma eleição, do ponto de vista de "suporte de dados" e não avaliou ou "auditou" o processo eleitoral "em si" que ficou às escuras, na mão da direção da ANMP;

4) A atual diretoria da ANMP já sabia previamente do resultado da eleição. Isto ficou muito claro e sequer foi desmentido pelo grupo;

5) Vários colegas delegados identificaram falhas nas lista de aptos a votar e na lista de votantes com flagrantes do tipo: perito falecido que votou; perito falecido que faz parte da lista de aptos a votar e portanto altera o percentual de não votantes, total de peritos incompatível com as listas trazidas das gerência pelos delegados, argumentação de que as dependentes de colegas falecidos (viúvas, filhos, etc) são aptos a votar e tem direito a voto, porém isto não consta no estatuto. Foi identificado também inconsistência nas listas por indefinição de lotação de colegas deslocados de sua gerência e dos colegas transferidos nos últimos anos que constam em mais de uma lista, entre outros.

6) Gerências como Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis, São Paulo Centro, Salvador entre outras não tiveram seus votos reconhecidos pelas absurdas regras impostas por esta administração pela não obtenção de 50% + 1 dos votos do "colégio eleitoral", ausência do delegado na AGO ou ausência de delegado eleito. Casualmente nestas GEX a oposição teve maioria dos votos.

7) Ficou evidente que todo aquele esforço da direção da ANMP para impedir a definição de 1 perito = 1 voto, observado nas últimas AGE convocadas para mudança do Estatuto, teve como objetivo este tipo de manobra. A direção da ANMP afastou a Comissão Eleitoral, manipulou e observou o andamento da eleição ao longo do processo tendo acesso privilegiado a dados, inviabilizou as gerências maiores e manipulou usando recursos da ANMP para, em redutos menores, alcançar a porcentagem de votos e maioria. Na prática definiu previamente o resultado das eleições.

8) Muitos delegados indignados com a condução do processo optaram por não homologar a eleição, questionam a legalidade do pleito e na prática reduzindo ainda mais a representatividade da chapa "eleita";

9) A Chapa 1, da situação foi declarada "eleita";

O processo eleitoral todo está em juízo pois foram feitas denúncias dos abusos e ilegalidades. Porém há uma tendência da Justiça de não interferir em processo eleitorais associativos particulares, como nosso caso. Na prática o que a justiça entende é que devemos nos virar.

E agora José? O que fazer?
Continuamos muito mal do ponto de vista associativo. Esta nova direção terá um mínimo de representatividade. Nasce sob a evidência de fraude, desrespeita o Estatuto "Frankstein" que aprovou de forma fraudulenta, vira as costas para a vontade das grandes GEXs, onde problemas são mais intensos e desagrega ainda mais a esfacelada categoria do Peritos Médicos Previdenciários.

Com quem falei ouço sobre desfiliação. Não é minha opção ainda.
Vamos esperar um pouco. Dar tempo ao tempo. Vamos tentar construir outras alternativas.
Não tá morto que peleia.

Francisco Luciani
Delagado ANMP GEX Porto Alegre"


http://historyofmedicine.blogspot.com/2011/03/historia-do-juramento-de-hipocrates.html

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

stats

redes

    

Blog do médico paraense Waldir Cardoso dedicado a discutir sobre saúde, política e cidadania. Seja bem vindo/a

Vídeos

Vídeos

Waldir e Saúde no Brasil vídeo

Vídeos

Arquivo

Arquivo

Busca

Busca
Tecnologia do Blogger.

Categorias

Categorias

Estatísticas

Estatísticas

Contador

Contador de visitas

clustrmaps