terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Eleição no Conselho Nacional de Saúde

[caption id="attachment_5442" align="alignleft" width="300" caption="Comissão eleitoral com a nova mesa diretora"][/caption]

Acompanhei hoje a eleição da nova mesa diretora do Conselho Nacional de Saúde para mandato de pouco mais de 09 meses, considerando que o mandato do atual Conselho expira em dezembro deste ano. O regimento eleitoral determina que primeiro seja eleito o Presidente. Em seguida os demais membros, por segmento. São oito integrantes divididos paritáriamente: 4 usuários, 2 trabalhadores de saúde e dois gestores/prestadores. As candidaturas são avulsas e individuais. Qualquer membro titular pode se candidatar a qualquer cargo. São 48 votantes correspondente aos membros titulares do CNS. No processo votaram 47 integrantes.


Como todo processo eleitoral foi permeado de muita política. Para começar, a disputa pela presidência. O Ministro Alexandre Padilha se inscreveu postulando a reeleição. Os usuários inscreveram o Conselheiro José Marcos, representante do Movimento Nacional de Luta Contra a Aids.  Padilha venceu pelo placar de 34 a 12 (com 1 voto nulo). Me parece que estes 12 votos vieram do racha da bancada dos trabalhadores e usuários. Foi a típica candidatura para marcar posição. Padilha reina absoluto no plenário do CNS.




[caption id="attachment_5443" align="alignleft" width="150" caption="Ministro defende sua candidatura"][/caption]

A bancada dos usuários apresentou quatro candidatos para as quatro vagas disponíveis: Clóvis Adalberto Boufleur (CNBB), Jorge Alves de Almeida Venâncio (CGTB), Marisa Furia Silva (ABRA) e Jurema Pinto Werneck (AMNB). Foram eleitos por aclamação.


Três trabalhadores de saúde se apresentaram para disputar as duas vagas do segmento na mesa diretora: Francisco Junior (CNTSS/CUT) e Ruth Bittencourt (CFESS) bancados pelo FENTAS (Fórum de Entidades nacionais de Trabalhadores de Saúde) e a candidatura isolada de Alcides Miranda (CEBES). Na sua defesa Alcides alegou o legítimo direito à postulação e a necessidade de alternância de representantes dos trabalhadores na mesa diretora (uma indireta a Francisco Jr). Por sua vez, Francisco Junior, ex-presidente do CNS  apresenta sua candidatura e a de Ruth como resultado de discussão política democrática entre as entidades articuladas no FENTAS. Denunciou certa subserviência do CNS aos interesses do governo e pugnou pela independência e autonomia do Conselho. Última a falar Ruth surpreende o plenário e retira sua candidatura em favor de Francisco Jr denunciando manobra para prejudicá-lo. O clima ficou tenso porque conselheiros exigiram votação e não aclamação como queriam Francisco e Ruth.


A Comissão Eleitoral suspendeu a sessão, estudou o regimento eleitoral e voltou com o veredicto: a votação seria realizada. Protestos.




[caption id="attachment_5444" align="alignright" width="150" caption="Comissão Eleitoral"][/caption]

Questões de ordem. Nada adiantou. A votação foi realizada e foram eleitos Alcides Miranda, com 34 votos e Francisco Junior com 19 votos. Prevaleceu o espírito democrático do Conselho que não excluiu da mesa diretora um quadro histórico e combativo.


Último segmento a ser definido, aos gestores/prestadores restava uma vaga disputada entre Jurandir Silva (CONASS) e Olimpio Correa (Confederação Nacional de Estabelecimentos de Saúde). Olimpio defendeu com galhardia sua candidatura em nome dos prestadores de serviço. Não deu. Venceu Jurandir, fácil, pelo placar de 38 a 5. Quatro abstenções.


A mesa diretora do CNS ficou assim constituída:


Segmento Gestor/Prestador - Presidente – Alexandre Padilha (MS) e Jurandir Silva (CONASS);


Segmento Trabalhadores de Saúde: Francisco Junior (CNTSS/CUT) e Alcides Miranda (CEBES)


Segmento Usuários: Clóvis Adalberto Boufleur (CNBB), Jorge Alves de Almeida Venâncio (CGTB), Marisa Furia Silva (ABRA) e Jurema Pinto Werneck (AMNB).


Um comentário:

  1. Desejo que as eleicoes promovam a assuncao plena de liderancas representativas ecresponsaveis pela causa da Saude no Brasil desenvolvendo acoes e demandas que ora se apresentam imperatvas para que o Brasil avance no setor Saude definitivamente.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

stats

redes

    

Blog do médico paraense Waldir Cardoso dedicado a discutir sobre saúde, política e cidadania. Seja bem vindo/a

Vídeos

Vídeos

Waldir e Saúde no Brasil vídeo

Vídeos

Arquivo

Arquivo

Busca

Busca
Tecnologia do Blogger.

Categorias

Categorias

Estatísticas

Estatísticas

Contador

Contador de visitas

clustrmaps