domingo, 20 de maio de 2012

O pior cego é o que não quer ver

No Brasil, os médicos vivem a situação do pleno emprego. Resultado da ousadia constitucional de instituir a saúde como direito de todos e dever do estado e do crescimento econômico que vivenciamos nos últimos dez anos. Paradoxalmente, o exercício da profissão nunca esteve tão ameaçado e a sociedade correndo grave risco da assistência médica piorar ainda mais.


A universalização da atenção à saúde associada à descentralização da assistência médica provocou forte demanda por médicos em todos os 5.564 municípios brasileiros. O crescimento econômico, o aumento da massa salarial e a ampliação da oferta de emprego retiraram milhões de pessoas da pobreza constituindo o que foi cunhado de “nova classe média”. Este contingente populacional foi ao mercado e um dos itens de consumo escolhidos foi a compra de planos de saúde uma vez mais ampliando a demanda por médicos.


No Sistema Único de Saúde (SUS) a contratação de médicos pelos estados e municípios obedece a lei da oferta e da procura. Desta forma, com o mercado aquecido, o trabalho médico ficou caro e levou à concentração dos médicos nos grandes centros urbanos onde estes têm acesso, facilmente, a bens de consumo, cultura, tecnologia, atualização profissional, etc.


O governo federal não fez uma boa anamnese e diagnosticou a concentração de médicos e o alto custo do trabalho médico como “falta de médicos”. Diagnóstico equivocado leva a terapêutica errada. A solução oferecida à presidente por seus burocratas do Ministério da Saúde e Ministério da Educação são desastrosas.


Senão vejamos: Serviço civil obrigatório, que levaria médicos a força para trabalho temporário durante um ou dois anos em cidades de difícil promimento de médicos. Pensem na satisfação destes profissionais. O natimorto PROVAB, oferecendo mundos e fundos aos médicos, esquecendo que os prefeitos não têm recursos para pagar o que o mercado determina.


Outras estratégias “brilhantes”: criar a revalidação automática de diplomas médicos obtidos no exterior trazendo para o país, a curto prazo, uma massa de cerca de 25.000 médicos, a maioria concluindo seus cursos nas faculdades da Bolívia; ampliar o número de vagas nas escolas médicas existentes e aprofundar a abertura indiscriminada de escolas médicas flexibilizando as avaliações das empresas proponentes, sob o manto de um “novo olhar” sobre o processo. Neste caso, o objetivo é ter, em três anos, 8.000 novas vagas nos cursos de medicina.


Se todas as propostas forem implementadas teremos como resultado o aumento exponencial de médicos no país, queda brutal na qualidade da assistência médica, aumento da concentração de médicos nos grandes centros e pauperização da categoria médica. Perderão os médicos, mas, desgraçadamente, perderão muito mais a população e a medicina brasileira.


O diagnóstico correto não é “falta de médicos” e sim “falta de política de recursos humanos”. A política de recursos humanos para o SUS deve ser uma política de estado. A oferta de profissionais não pode se dar pelas leis de mercado. Todas as atividades estratégicas para o país são garantidas através de sistema sustentável e meritocrático. O judiciário, militares, diplomatas, auditores fiscais, todos têm carreira de estado. A carreira fixa o profissional, traz o estímulo à qualificação, premia pelo mérito e dedicação, oferece perspectiva de futuro e é excelente instrumento de gestão. A Carreira é a solução. Só não vê quem não quer.


               Waldir Cardoso        

46 comentários:

  1. Dr. Waldir

    Todos nós sabemos da política governamental que você relatou, o que fazer ? Estamos em minoria no Congresso Nacional, temos poucas forças como corporação ! Somos desunidos ! O governo tem maioria no Congresso e vai impor tudo! Ficamos olhando! Nos antecipamos ? Como fazer ?

    Acho que a solução é política e tentarmos agora elegermos vereadores e prefeitos que tenham compromissos com os médicos e a seguir eleger os deputados e senadores, sem esta força política não chegaremos a nada e não teremos carreira de médico nunca.

    Guilherme Pitta

    ResponderExcluir
  2. Perfeito Waldir! Enquanto isso, uma chuva de aproveitadores se locupletam nessa escuridão de incompetências. Por essas e outras é que eu tenho que concordar com o dito: "Em terra cheia de cachoeiras, e cegos, quem tem 1/2 olho se acha rei", e os súditos...?

    ResponderExcluir
  3. Waldir, está muito claro que só interessa a nós médicos solucionar a saúde no Brasil. O plano de carreira semelhante ao do judiciário, ha muito almejado, me parece a única solução para fixar o médico no interior. É um absurdo a validação de diplomas de cursos sem qualidade. Sabemos da falta de condições das unidades dos interiores e colocar nestes locais profissionais de formação duvidosa é o cúmulo.

    ResponderExcluir
  4. Querido Waldir, tenho uma proposta: que tal se a catgoria dos profissionais médicos se reunissem, EM GRANDE NÚMERO É CLARO, e começassem a informar o número pacientes/habitantes por médico, não sei... a importância da sua valorização como profissional e, ser humano também, e tentar fazer parte do debate, pois presencio muita das vezes eles só reclamando do SUS e do Privado, sem tomarem atitude, ficando dontes também, pois só falar e não agir, não adianta nada. Portanto, enquanto sociedade civil, conclamo ao médico que saia desse corre corre, passando minutos em posto de saúde e correndo para o outro, saindo do consultório privado e correndo para ir dar aula nos cursinhos que os pagam melhor e quando dá tempo, eles dão uma "passadinha" rápida no SUS para cumprir uma tabela, muita das vezes entrando até de costas no consultório pelo seu tempo "curtíssimo".
    Bom, na verdade esse é o desabafo de uma pessoa que passa a maior parte do dia pensando estratégias de como fazer o médico atender, minimamente que seja, o paciente do SUS, com um pouco mais de dignidade.

    ResponderExcluir
  5. É um grande desafio, Suzete. A falta da carreira faz com que os gestores não tenham este importante instrumento a sua disposição.
    A Carreira poderia ajudar muito, dando incentivo, não apenas financeiro.
    Uma ideia: descobrir um jeito do médico conhecer o resultado do seu trabalho. Indicadores.
    É só uma ideia. Na verdade, não imagino como implementar isso num posto de saúde.
    Para a Estratégia Saúde da Família é perfeitamente possível e acredito que seja feito.
    Num simples ambulatório é muito difícil.
    Abs.

    ResponderExcluir
  6. Dr. Waldir.

    Concordo com alguns pontos que o senhor disse. Mas repudio a ignorancia da informaçao que o mencionou de que na Bolivia tem curso de medicina de fim de semana. Me estranha muito uma pessoa do seu nivel, agredir a profissionais e estudantes de uma naçao amiga como a Bolivia. Conheço muito bem a realidade deste pais e afirmo que o Dr. e varios de nossos companheiros tambem estao muito equivocados quanto a formaçao naquele pais. Sua informaçao nao procede neste sentido e o Dr. foi infeliz em citar a Bolivia dessa forma, o Brasil está tentando se livrar de pessoas e comentários discriminativos como esse, a nao ser que o Dr tenha provas e demonstre em seus comentarios para todo mundo ver. Porque um médico com sua reputaçao nao acredita em boatos. Eu nao acredito que o Dr. consiga provar isso.
    Se seus comentarios for para atacar as coisas erradas, entao porque o Dr. Nao fala a respeito das compras de vagas nas faculdades brasileiras! Porque o Dr. nao fala da má formaçao da maioria dos médicos recém formados! Porque o Dr. nao fala do vexame nacional que foi o exame do Cremesp onde mais de 60% foi reprovado no exame básico que nao chega nem na metade da dificuldade do exame do Revalida.
    Porque o Dr. nao apoia um Exame Único Nacional para o ingresso a medicina, para proteger a populaçao de todos os maus médicos, tanto vindos do exterior como os formados aqui mesmo no Brasil. Os açogueiros nao vem so do Exterior nao, eles sao criados aqui dentro do Brasil por nós mesmos e nao falamos nada, abaixamos a cabeça para o problema e finguimos que nao acontece nada.
    Temos sim Dr, que lutar por melhores condiçoes de trabalho, melhores salarios, um plano de carreira, mas temos que proteger tambem quem mais necessita, que é o povo.
    O povo que esta sendo morto, por médicos mau formado aqui mesmo no Brasil, olha a quantidade de processo contra erros médicos, mas de 98% sao médicos brasileiros, formados no Brasil e que nao tem condiçoes de atender nem como veterinarios porque seria uma ofensa aos animais irracionais "apenas do termo irracional está sendo controverso, porque pelo visto irracionais somos nós e nao eles os bichos".
    Dr. Apoie um exame único de ordem para a medicina. Deixe ir trabalhar quem merece, quem tem um minimo possivel de conhecimento. O povo merece essa proteçao, vamos lutar para defender essa gente sofrida.

    E da proxima vez meu caro Dr. pense muito bem antes de falar assim de outro pais, pegou muito mal, tanto aqui no BRasil como la fora.

    ResponderExcluir
  7. Joao Conselheiro28 de maio de 2012 18:55

    Dr. So para sua atualizaçao, segue a grande de uma faculdade da Bolivia e veja se é possivel fazer o curso so em finais de semana. Aqui nao é Brasil nao.
    Aqui a gente faz exame de Graduaçao igual da OAB quando se forma, no BRasil nao tem isso nao. Ai no Brasil é so moleza. Aqui nao é nao. Se Liga.

    Segue a Carga Horaria da Udabol como exemplo, para esse povo ver que aqui nao tem curso de fim de semana nao.

    SEMESTRE: “1”
    Anatomía Humana I 200
    Histología I 80
    Embriología I 80
    Terminología Medica 40
    Soporte Básico de la Vida 40

    SEMESTRE: “2”
    Anatomía Humana II 20 200
    Histología II 60
    Embriología 60
    Computación 20
    Bioestadística Médica 40

    SEMESTE: “3”
    Microbiología I Bacteriología 80
    Bioquímica y Biología Molecular I 80
    Genética Médica 60
    Fisiología I 100
    Metodología de la Investigación 40

    SEMESTRE: “4”
    Microbiología II - Micología - Virologia 80
    Bioquímica y Biología molecular II 80
    Fisiología II 100
    Parasitología 80
    Demografía 60
    Psicología Medica 60

    SEMESTRE: “5”
    Patología General 100
    Semiológia I 200
    Farmacología Y Terapéutica I 80
    Fisiopatología 80
    Antropología Física 20

    SEMESTRE: “6”
    Cirugía I (Introducción a la anestesiología) 120
    Patología Especial 80
    Semiologia II 200
    Farmacología Y Terapéutica II 80
    Imagenología 60
    Epidemiología 60

    SEMESTRE: “7”
    Cirugía II (Tórax y Abdomen) 240
    Medicina Interna I - 320
    Medicina Interna I – Cardiología - 110
    Medicina Interna I – Gastroenterología - 110
    Medicina Interna I – Neumología – 110
    Sociología 60
    Atención Primaria en Salud 40

    SEMESTRE: “8”
    Cirugía III (Cabeza Y Cuello) 240
    Medicina Interna II - 320
    Medicina Interna II – Neurocirugía - 160
    Medicina Interna II – Neurología - 107
    Medicina Interna II – Psiquiatría - 160
    Traumatología Y Ortopedia 120
    Gerencia Y Administración en Salud 40

    SEMESTRE: “9”
    Cirugía IV - 240
    Cirugía IV Oftalmología
    Cirugía IV Otorrinolaringología
    Cirugía IV Urología
    Medicina Interna III - 320
    Medicina Interna III Hematología - 105
    Medicina Interna III Nefrología – 110
    Medicina Interna III Reumatología - 105
    Pediatría I 120
    Ginecología Y Obstetricia I 120

    SEMESTRE: “10”
    Medicina Legal Y Deontología 60
    Medicina Interna IV - 320
    Medicina Interna IV – Dermatología – 107
    Medicina Interna IV – Endocrinología – 107
    Medicina Interna IV – Infectologia y Medicina Tropical – 107
    Pediatría II 120
    Ginecología Y Obstetricia 120

    INTERNADO ROTATORIO
    Clínica de Cirugía 1382
    Clínica de Pediatría 1382
    Clínica Ginecología y Obstetricia 1382
    Clinica de Medicina Interna 1382

    Servicio Social de Salud Rural Obligatorio – 825

    Total de Horas: 13.270 horas

    Qualquer outra duvida, entre em contato. Procure saber a verdade antes de ficar falando asneira na internet e ficar queimando os estudantes de medicina do exterior. Por no Brasil é igual se nao for pior.
    Se Medicina no Brasil fosse tao boa assim, o Brasil ja teria ganhado pelo menos 1 Nobel de medicina e nao tem nenhum. A Argentinha ja tem varios, será porque?

    ResponderExcluir
  8. O Senhor merece é um processo no meio desse seu traseiro branco pra aprender a respeitar os MÉDICOS que se formaram no exterior, Esse pensamento jurássico a respeito da saúde pública no brasil mostra que o seu QI é fica por debaixo de uma lesma. O Brasil lidera como o país numero 1 em mortes causadas por erros no diagnostico e é o país onde os médicos receitam medicamentos errados nas americas, que saúde das galaxias é esse que o senhor Dr. Waldir Retarado defende que esta a mil maravilha aqui no brasil. O brasil tem a sua medicina mais queimada no mundo medico pois se um medico chega lá na europa ou estados unidos e diz que é medico brasil, eles riem da sua cara. O CRM usa uma mascara se fazendo passar por conselho mas na verdade não passa de um grupo corporativista que visa barrar a entrada de médicos com diploma do exterior. Se o Dr. Waldir acha que médicos formados na bolivia são despreparados então porque o senhor não defende que até os médicos formados no brasil passem por uma prova, e caso se não tirar uma nota mediana eles não exerceram a medicina e portanto não terão o CRM.
    O senhor é um maldito politico de merda que tenta com esses teus comentários envenenar ainda mais a saúde pública no brasil.

    Para sua informação o Dr Ivo Pitangy teve sua formação medica em Santa Cruz na Bolivia e fez sua residencia em MG, e o senhor waldir, quem é vc.

    ResponderExcluir
  9. paulo jurandir de soua28 de maio de 2012 19:24

    ola, seu Waldir Cardoso eu concordo com o senhor em nao revalidar os medicos do extrangeiros, porem deveria fazer examem nacional para todos os medicos brasileiros e extrangeiros fazerem uma prova pra avaliar o grau de conhecimento dos formados em medicina, sabe no brasil NAO TEM REPROVACAO no curso de medicina, e ficam todos os estudantes no bazinho todos os dias, e um tal de bota fora, calourada..... sem contar que nao se consegue marcar uma consulta com um especialista no SUS e o que se vive no interior do pais e medicos ganhando muito e nao trabalhando nada, o senhor sabe o que e PSF? como funciona? oque fazem la? quanto ganha cada medico? o senhor tem k sair do seu escritorio e vir aki na bolivia conhecer como funciona o curso.... vem passar uma semana na minha casa aki na bolivia cochabamba dai o senhor vai ver kem e estudante de final de semana... e os estudantes do brasil sao estudantes de barzinho.......

    ResponderExcluir
  10. Boa noite Sr. Waldir Cardoso, antes do sr. falar qualquer coisa que vem na boca, primeiro pesquise, busque fontes fontes informativa, conheca que assunto esta abordando. Na Bolivia nao existe faculdades de Medicina de fim de semana, por acaso na Boliva existen muitas faculdades ate melhores que certas faculdades brasileiras, na Bolivia existen pessaos, hospitais, doencas, tais como no Brasil, tambem existen exelentes profissionais com capacidades iguais, como qualquer outro lugar do mundo, isso e uma vergonha, a falta de conhecimento da sua parte, e um preconseito mostruoso.
    Att:...Ary Pacheco

    ResponderExcluir
  11. Hummm. Faculdade de fim de semana dr?
    Diga-me se no Brasil existe defesa de tesis ao concluir o curso de medicina!
    Oque o nosso soberano dr. tem a dizer sobre o vexame nacional que foi as ultimas provas do CREMESP?
    E sobre a venda de vestibular!??
    O sr. por acaso já estudou na Bolivia? teve amigos que estudou aqui? Seus filhos estudaram aqui?
    Um dr. igual ao sr. praticando tamanha deselegancia ao julgar o livro pela capa, se assim for, quantos livros o sr deixou de ler nao é mesmo?
    Quem faz a faculdade é o estudante, apesar dos apesares conseguimos com raça fazer nossa propria carreira, longe da familia, dos amigos, do lar, isso sim nos da força para seguirmos adiante, pois nós os meros mortais que estamos no exterior, somos capazes de valorizar todos nossos esforços e os esforços que a nós sao dirigidos (apoio de pai, mae e familia de um modo geral). Faça criticas construtivas, de apoio ao bem intencionado, arranque essa máscara do seu rosto, nao seja mediocre, nao seja hipocrita, isso nao dá camisa a ninguém, isso nao lhe fará mais amado, muito pelo contrario, ganhará somente a antipapatia de todos, mas infelizmente meu caro dr. no mundo existem pessoas iguais ao sr. que acham que estao acima de tudo e de todos, esse seu "manifesto" nao passa de preconceito barato. Na verdade o sr. é apenas mais um peao usado por essa tremenda "máfia" da massa politica, treinados para defender os seus interesses pessoais.
    Saludos :)

    ResponderExcluir
  12. Hummm. Faculdade de fim de semana dr?
    Diga-me se no Brasil existe defesa de tesis ao concluir o curso de medicina!
    Oque o nosso soberano dr. tem a dizer sobre o vexame nacional que foi as ultimas provas do CREMESP?
    E sobre a venda de vestibular!??
    O sr. por acaso já estudou na Bolivia? teve amigos que estudou aqui? Seus filhos estudaram aqui?
    Um dr. igual ao sr. praticando tamanha deselegancia ao julgar o livro pela capa, se assim for, quantos livros o sr deixou de ler nao é mesmo?
    Quem faz a faculdade é o estudante, apesar dos apesares conseguimos com raça fazer nossa propria carreira, longe da familia, dos amigos, do lar, isso sim nos da força para seguirmos adiante, pois nós os meros mortais que estamos no exterior, somos capazes de valorizar todos nossos esforços e os esforços que a nós sao dirigidos (apoio de pai, mae e familia de um modo geral). Faça criticas construtivas, de apoio ao bem intencionado, arranque essa máscara do seu rosto, nao seja mediocre, nao seja hipocrita, isso nao dá camisa a ninguém, isso nao lhe fará mais amado, muito pelo contrario, ganhará somente a antipapatia de todos, mas infelizmente meu caro dr. no mundo existem pessoas iguais ao sr. que acham que estao acima de tudo e de todos, esse seu “manifesto” nao passa de preconceito barato. Na verdade o sr. é apenas mais um peao usado por essa tremenda “máfia” da massa politica, treinados para defender os seus interesses pessoais.


    Nao seja indelicado, nao apague meu post de novo.
    Saludos :)

    ResponderExcluir
  13. Joao Conselheiro28 de maio de 2012 19:54

    Uai Dr.
    Que falta de democracia, esta apagando os post.
    Que feio.
    Voce fala o que quer e agora nao esta querendo ouvir o que nao quer. Verdade doi ne. Pimenta nos olhos dos outros é refresco agora quando joga no seu se esconde ne.
    Se homem para aguentar as criticas, assim como voce foi para postar essas merdas, mentirosas, caluniosas, imorais.

    ResponderExcluir
  14. Bom trata-lo com educação seria ate um absurdo por tamanha falta de respeito ao qual se dirige a milhares de pessoas, que se encontram no exterior, desculpe pra mim voce nao tem escrupulos alguem, para falar em red uma merda dessa, deveria tirar sua bunda de cima do seu consultorio e ver a propria realidade de quem esta aqui na bolivia, somos cidadaos de bens, buscando um melhor para um todo e principalmente para nosso pais para lhe informar, aqui existe familias inteiras se sacrificando, para conseguir um futuro melhor, FACULDADE DE FINAL DE SEMANA so se for na sua terra, pq aqui batalhamos uma vida diaria, temos conceito e dignidade no trabalho que fazemos, eu tenho apenas 21 anos, estou a 4 anos longe da minha familia, buscando um melhor para mim e para a mesma, sou a favor sim em prova de CRM por que nao é so aqui e tb no brasil que existe filhos de pessoas de conceito assim como o senhor, ocupando lugares de pessoas que realmente querem algo a serio com a sua profissão, lhe ofender seria o minimo por tamanho desacato a toda a sociedade.. BOLIVIA é um pais abençoado por Deus que nos abriu a porta coisa que o nosso pais nao fez, mas agora o senhor me confirma que todos os formados no Brasil, estao aptos a exercerem a profissão de medico??? so nao existe falta de medico na sua regiao entao, por que em varios lugares do nosso pais nao ha atendimento medico, e o monopolio sim existe em varios grandes e pequenos centros, com salarios elevadissimos e é isso que eles qrem preservar e nao a VIDA em primeiro lugar

    ResponderExcluir
  15. Então, vc ja estudou fora do Brasil ?
    E está colocando que as melhores faculdades são as Brasileiras?
    rsrsrsrsrsrs
    o que vc me diz do resultado do ENAD,2011?
    ??????????????

    ResponderExcluir
  16. Waldir
    estudo na Bolívia e na minha faculdade,ñ existe este curso de fim de semana,e tem mais a faculdade quem faz é o aluno.
    se no Brasil ñ tenho condições de estudar e porque ñ, estudar no paíse que me proporciona estudo,estudo este de qualidade o contrario de muitas faculdades que existem no Brasil .
    primeiro ñ tenho padrinho politico para engressar em uma faculdade seja ela publica ou privada,sabemos que as faculdades federais so estudam filhos de governador,deputados etc.
    sou brasileira e Baiana estou aqui a 3 anos e sei o meu objetivo qual é.
    e pelo que sei o Revalida é a favor de uma prova justa para todos incluindo os que formam aí,pois,tem muitos que ñ sabem nem o que é TB,pior como tratá-lá,como ja foi visto em entrevistas e o vexame nacional que foi as ultimas provas do CREMESP , que senhor me diz ?
    e aí no Brasil faz exame de grado?
    antes de atirarmos a primeira pedra temos que ser exemplos.

    ResponderExcluir
  17. ROBERTO DE SOUZA SILVA28 de maio de 2012 21:41

    NO SEA ABURRIDO MI HERMANO ,LO SE QUE INTENTA ASEGURAR LOS DE SU CLASE ,Y NO ERES TU QUE VA SACAR MI SUENO DE OBTENER ESTE LOGRO EN MI VIDA !!
    Y GRACIAS POR SUS PALABRAS QUE ME PONE FUERTE AUN MAS .
    ROBERTO DE SOUZA SILVA ESTUDANTE DE MEDICINA.
    SANTA CRUZ DE LA SIERRA E ME DESCULPE MAS ESSE COMPUTADOR N TEM TIOS MEM PADRINHO O TECLADO E AMERICANO !!

    ResponderExcluir
  18. PARABENS DR. WALDIR CARDOSO. KK FACULDADE DE FIN DE SEMANA NA BOLIVIA . vc ja teve ido la pra saber . vc quando termino seu cursinho de medicina fez exame de grado . onde vc fez practica sera deichava vc realmente aprender, .realmente praticar.falar mal e bem facil . quanto mais estuda mas perde a razao , mas iguinorate sera. pena brasil ter um medico com esse pensamento. E VEJO NOS NOTICIARIOS DO BRASIL SOBRE VARIAS FACULDADE REPROVADAS NO ENSINO CURSO DE MEDICINA , FORA A COMPRA DE VAGAS . NO JORNAL HJ TEM MAIS DE 10 TESTE REPROVADOS POR VARIOS ALUNOS DE UNIVERCIDAD PARTICULAR E FEDERAL. EAI SERA QUE ELES ESTUDARAO NO FINAL DE SEMANA .SERIA POR ISSO.
    DA PENA VER MEDICOS FORMADOS COM EXELENCIA NO BRASIL TODOS OS DIAS SENDO MOSTRADO NA TV. EJ. POR ABORTO. PEDOFILIA, NEGLIGENCIA , MAL DIAGNOSTCO . IMAGINA UMA CRIANCA DE 4 ANOS COM AGULHA NAS COSTA QUE DOR DEVE TER PASSADO. COM DX MORDEDURA ANIMAL PENSONHETO .
    PENSA BEM ANTES DE FALAR MAL DOS SEUS IRMAO QUE ESTA EM OUTROS PAISES POR FALTA DE OPORTUNIDADE (VAGAS) NO BRASIL .

    ResponderExcluir
  19. João,
    Nenhum post foi apagado. Publico todos os comentários. Onde está a falta de democracia?

    ResponderExcluir
  20. Não apaguei nenhum post. A situação do ensino médico na Bolívia nos foi informado pelosa próprios dirigentes de entidades médicas da Bolívia.

    ResponderExcluir
  21. É senhor Waldir seus filhos,sobrinhos, parentes ou amigos ñ precisam estar aqui pra realmetne comprovar como é o estudo,pois, eles ja tem passagens livres pelas faculdades Brasileiras,ñ necessitam ficar longe de seus familiares,em busca de um sonho que o Brasil ñ nos oferece,e sim para a nobreza.

    ResponderExcluir
  22. Seu comentário é muito ridículo para o cargo responsável que o sr. ocupa. Pense nisso!

    ResponderExcluir
  23. Inozemar Martins29 de maio de 2012 18:18

    Olá Dr. Waldir,

    Estou passando por aqui pra pedir-lhe, que não use os estudantes de medicina na Bolívia, pra fazer política, ou melhor, politicagem. Não use os estudantes estrangeiros pra postar sem conhecimento de causa. Porque Estudo na Bolívia já a 4 anos...e conheço o curso de medicina, em vários estados daqui, e nenhum, tem curso de medicina de final de semana.
    Antes de fazer qualquer critica, direcionada, procure se informar, dá uma lida neste http://routenews.com.br/index/?p=9484, alunos do 6 ano de medicina no Brasil, não sabem tratar “Dor de garganta e meningites”, te informo que já sei desde meu 3 ano, que cursei fisiopatologia y farmacologia. Entre outras que poderia citar. Iatrogenia tem sido tema dos jornais brasileiros.
    A verdade é que querem aumento de salário, igualar ao magistrado do TJ, e querem aproveitar a lei da demanda, a falta de profissionais da saúde no Brasil, pra pressionarem o governo. Que o Brasil precisa de uma reforma na saúde, isto é fato, só não queira, POR FAVOR , colocar a tarjeta de profissionais incompetentes nos estudantes de medicina estrangeiros, porque profissionais incompetentes existe a rodo no Brasil, e formados por aí mesmo. Assim como também existe, excelentes médicos, formados aí e formados aqui.
    Viemos aqui, estudar, e fazemos isso, de segunda a segunda, com seriedade, e você queira ou não, vamos voltar e contribuir com a saúde preventiva e curativa do nosso povo, e em qualquer lugar que formos. Porque seremos médicos aqui , no Brasil em qualquer parte que formos.
    Agradeceria e seria de muita sensatez de sua parte, refazer suas teorias sobre política da saude.

    Obrigado

    ResponderExcluir
  24. Que vergonhoso !!!!usar de um vocabulario bem composto e formulado para defender uma idea erronea. Testes justos para todos. Como sao feitos nos EUA. Vc pode ser formado na china na india ou na cochichina, e nao importa. Gostaria que o senhor visitasse uns dos melhores hospitais do mundo em Chicago e tirasse suas devidas conclusoes.

    ResponderExcluir
  25. Inozemar, você mistura alhos com bugalhos.
    No mérito de sua manifestação te digo que não afirmo que os estudantes são bons ou ruins. O que defendo é que todos devam revalidar seus diplomas, como acontece em qualquer país civilizado. Defendo o REVALIDA como um avanço pois democratiza este processo. Os bons médicos vão passar. Os menos preparados não. No último exame passaram cerca de 10 a 12% dos inscritos. Alguns da Bolívia. Abs.

    ResponderExcluir
  26. Não vejo nada vergonhoso no meu texto. Defendo exatamente o que vc: testes justos para todos (REVALIDA). Não me cabe visitar hospitais. Defendo que todos tenham a oportunidade de revalidar seus diplomas num processo transparente. Existem bons e maus cursos em todos os países. Inclusive no Brasil.

    ResponderExcluir
  27. Não há nada de ridículo no texto do artigo. Você pode não concordar. É um direito. Agora dizer que é ridículo eu acho ridículo...

    ResponderExcluir
  28. Respeito todos que fazem os sacrifícios a que você se refere. O mérito é que todos devem revalidar seus diplomas. Só isso. E o REVALIDA é a melhor maneira pata tal.

    ResponderExcluir
  29. Oi Sr. Waldir Cardoso. Bom Dia.
    Meu nome é André Novais, sou estudante de medicina e estou no meu ultimo ano, e como muitos aqui estudo na BOLIVIA, aqui ganhei muito respeito de muitos medicos e do conselho daqui, tenho uma Fundação aqui na qual sou Presidente. Algumas coiisas que você alega são corretas e algumas coisas NAO. Aqui temos muitos estudantes dedicados, esforçados e valentes, e tambem existem estudantes que "NAO QUEREM NADA". e o REVALIDA é para selecionar estes estudantes isso é "corretissimo", concordo com isso. Mas eu pediria menos discriminação aos estudantes da Bolivia, como aqui tem maus estudantes no Brasil tambem, e se é dessa forma então que apliquem uma prova nacional de medicina, assim haveria uma melhor seleção de medicos sejam formados aqui ou no Brasil ou onde seja.

    Mais o ponto é que eu penso que o REVALIDA deve seguir mais deveriam baixar a nota de aprovação ou dar uma oportunidade mais aos que aprovam na teoria e nao aprovam na pratica por exemplo, ou aos que chegarem a nota proxima a aprovação deveriam ver em quais materias falharam e trabalhar em cima disso... sao ideias para melhorar o REVALIDA.

    Por ultimo, peço desculpa se em alguma palavra desrespeitei sua pessoa. e peço um pouco mais de consideração por nós estudantes de Medicina, seja na BOLIVIA ou em qualquer pais no mundo, lembre se que sempre havera bons e maus, mas os BONS sempre vão sobressair.

    Sejamos todos um só corpo, um só grupo - MEDICOS JUNTOS, assim faremos um mundo melhor.

    André Novais
    Presidente da Fundación Universitária Cientifica de Salud
    Santa Cruz-BOLIVIA

    ResponderExcluir
  30. Oi Sr. Waldir Cardoso. Boa Tarde.

    Meu nome é André Novais, sou estudante de medicina e estou no meu ultimo ano, e como muitos aqui estudo na BOLIVIA, aqui ganhei muito respeito de muitos medicos e do conselho daqui, tenho uma Fundação aqui na qual sou Presidente. Algumas coiisas que você alega são corretas e algumas coisas NAO. Aqui temos muitos estudantes dedicados, esforçados e valentes, e tambem existem estudantes que "NAO QUEREM NADA". e o REVALIDA é para selecionar estes estudantes isso é "corretissimo", concordo com isso. Mas eu pediria menos discriminação aos estudantes da Bolivia, como aqui tem maus estudantes no Brasil tambem, e se é dessa forma então que apliquem uma prova nacional de medicina, assim haveria uma melhor seleção de medicos sejam formados aqui ou no Brasil ou onde seja.

    Mais o ponto é que eu penso que o REVALIDA deve seguir mais deveriam baixar a nota de aprovação ou dar uma oportunidade mais aos que aprovam na teoria e nao aprovam na pratica por exemplo, ou aos que chegarem a nota proxima a aprovação deveriam ver em quais materias falharam e trabalhar em cima disso... sao ideias para melhorar o REVALIDA.

    Por ultimo, peço desculpa se em alguma palavra desrespeitei sua pessoa. e peço um pouco mais de consideração por nós estudantes de Medicina, seja na BOLIVIA ou em qualquer pais no mundo, lembre se que sempre havera bons e maus, mas os BONS sempre vão sobressair.

    Sejamos todos um só corpo, um só grupo - MEDICOS JUNTOS, assim faremos um mundo melhor.

    André Novais
    Presidente da Fundación Universitária Cientifica de Salud

    ResponderExcluir
  31. Mais um comentario Dr. Waldir.

    Eu tambem sou paraense do interior, de RONDON DO PARÁ. luto por ideais, por melhor saúde, transparencia. reavalie sua opiniao com respeito aos medicos bolivia. se quiser pode entrar em contato comigo e eu posso lhe informar ou mandar fotos de como é aqui na bolivia, as universidades, as praticas, enfim estou para ajudar. meu email: novaismedicina@hotmail.com
    é um prazer poder "falar" com uma grande personalidade como é o senhor Dr. Waldir.
    um Abraço.

    ResponderExcluir
  32. André,
    Em momento nenhum você me desrespeitou.
    Acho que você faz várias ponderações que eu concordo plenamente.
    Temos bons e maus estudantes como bons e maus médicos.
    Quanto ao REVALIDA te esclareço que em 2010 a nota de corte foi 7.
    Em 2011 a nota de corte foi 5, por proposta do Ministério da Educação. Nós, das entidades médicas, concordamos.
    Cinco é o mínimo e a prova prática é importantíssima.
    Concordo que não devemos (e eu não devo) generalizar.
    Desejo sucesso no seu trabalho a frente da Fundação Universitária.
    Forte abraço.

    ResponderExcluir
  33. Joao Conselheiro31 de maio de 2012 20:22

    Dr. Waldir,

    Se o Dr. defende a democracia, defende o povo, defende a medicina e a saude, porque o Dr. nao muda seu pensamento, se o Dr diz que deveriamos ser igual a paises civilizado, porque nao fazemos igual no EUA, que la os medicos tem que pasar por exames depois de formado para trabalhar!
    Aqui no Bolivia depois de formado todo profissional tem que passar por um exame, chamado de Exame de Grado é obrigatorio para todos as profissoes, nao igual no Brasil que so tem OAB aqui é para todos inclusive medicina.
    A saude no Brasil esta ameaçada por médicos com formaçao deficiente igual a qualquer parte do mundo, mas o Brasil ainda nao é um pais tao evoluido para garantir uma qualidade de ensino e hoje quem paga pelos erros dos medicos recem formados sem os conhecimentos necessarios é a populaçao, a pobre da populaçao principalmente a de baixa renda a pobre, porque quem tem dinheiro vai para o Sirio Libanes, Albert Ainsten, Beneficiencia Portuguesa, ai sim sao uns dos poucos hospitais de ponta do BRasil.
    A soluçao digna, moral e justa hoje, seria o Brasil ter apenas uma porta de entrada para a medicina, para qualquer um que queira exercer a medicina em territorio brasileiro, nao importando onde formou, se foi Brasil, China, EUA e ate Bolivia Dr.
    Assim somente os profissionais com o minimo de conhecimentos poderia atender a populaçao, assim levaria ao povo um minimo de qualidade.
    Medicina nao é facil mesmo nao, exame tem que ser obrigatorio para todos.
    Nao seria uma forma mais justa? Porque Dr. o Revalida, Provalida e etc sao exames feitos para reprovar nao tem qualidade e nem finalidade para avaliar conhecimentos nao serve para avaliar, pegue um exame americano e veja a diferença porque lá sao justos, la abrem as portas para profissionais independente de onde eles vem olhe o numero de medicos indianos que trabalham la e sao bem vindos, agora no BRasil nao, o Brasil so pensa em fechar as portas, no Brasil o pensamento é muito pequeno, mesquino, prepotente e preconceituoso.
    Se existisse apenas uma porta, creio que os exames seriam justos e o povo seria bem mais servido do que hoje.
    Porque nao podemos partir do principio que so porque o Aluno formou no Brasil que ele sabe tudo e ja esta preparado para atender um paciente nao. O Dr. melhor do que ninguem sabe disso, que nao se deve partir desse principio na Medicina. Entao porque o Dr. nao começa a pensar nessa possibilidade, porque o Sr, como Dr nao começa a pensar no povo ao invez da Maquina Preconceituosa que existe hoje e que pode começar a mudar. Entao de o primeiro passo.

    Passar bem. Dr.

    ResponderExcluir
  34. 1)Queiram alguns comentaristas ou não, os números mostram que não faltam médicos no Brasil. O que há é má distribuição. E o interessante é que a afirmação de que TODOS os médicos são mercenários cai por terra aí. Normalmente os lugares mais distantes oferecem um salário acima da média. E por que não conseguem médicos ? Porque não há condições de trabalho. Um médico com seu estetoscópio, sem a estrutura necessária, nada pode fazer.

    2) Queiram alguns ou não, alguém que se forme no exterior pode sim exercer medicina no Brasil. Desde que valide seu diploma (como brasileiro deve fazer,também, se quiser exercer a medicina em outros países). Acho justo as pessoas lutarem para melhorar de vida e nada tenho contra médicos formados na Bolívia. Agora, só não aceito os argumentos de muitos formados lá na tentativa de tentarem burlar o processo já existente de validação. Usam do argumento de que médicos formados no Brasil são malvados mercenários que não querem atender pobre. Ora, e na Bolívia não há pobre ? Se o cara vai para Bolívia e depois tenta validar no Brasil não é porque aqui remunera melhor ?? Se fizessem medicina pelo simples e puro amor aos pobre ficariam pela Bolívia mesmo. REPITO : Acho justo e válido que as pessoas façam o curso para tentarem melhorar de vida, agora, sem argumentos hipócritas.

    3) A escravidão acabou ,em tese, há muito tempo. Logo, essa história de querer obrigar médico a trabalhar no interior forçadamente, só porque estudou em universidade pública não cola. Ou até cola, desde que advogados, engenheiros e e etc façam o mesmo.

    ResponderExcluir
  35. dr vadir, o sr foi muito infeliz em suas colocacóes, suas ideias a principio sao boas de que o governo vai baixar o piso salarial dos medico isso e um erro grave por ferir o direito adiquirido do servidor publico, isso e uma afronta realmente grave e um pecado mortal do governo, mas quando o sr dr se dirige a categoria dos medicos formados no exterior sao de baixo nivel, eu acho que o sr tem que avaliar os seus conceitos, ou o sr se acha uma pessoa inabalavel ou se acha uma pessoa perfeita acima de tudo e de todos, porque o sr esta fazendo um comentario leviano e discriminatorio, mas isso e proprio de pessoas com a sua cabeca, sao medicos bons como o sr e o Roger Abdelmassih(melhor medico do Brasil e um dos melhores do mundo especializado em fertilizacáo invitru) que estáo acima da justicaque prestigiam a saude brasileira, eu acho que essa classe que vc tanto defende e uma oligarquia ultrapassada, o que na verdade eu penso realmente do sr dr e que vcs da elite burguesa dos medicos"formados no Brasil" tem medo da concorrencia, porque em todo lugar tem gente bom, do jeito que na sua classe tem gente ruim.Avalie seus conceitos dr náo transforme seus conceitos em preconceitos, o sr fala sem nem ao menos da uma chance dos medicos formados no exterior da uma mostra de seus conhecimentos, va se reciclar dr o mundo ta se modernizando, o Brasil ja mudou, a nossa presidente náo vai mas ficar com medo dessa classe de de burgueses que sao os CRM E CFM. Voces medicos ja provaram que nao servem p administrar nada, veja o exemplo do estado de Rondonia, que elegeu um dos mais conceituados medicos daquele estado, Rondonia nunca foi mas maltratado do que esta sendo a saude ta uma zorra, eu acho que o sr e esses seus amigos querem voltar no tempo, que eu creio que o sr usava aquela roupa branca e o capuz branco cobrindo o rosto e saia para pegar os negros e matarem, para mim eu acho que o sr faz parte da klu klus klá, sao um bando de nazista e perseguidores dos fracos e oprimidos, sem da oportunidade de defesa..

    ResponderExcluir
  36. João, não é preconceito. É defesa de posição.
    Você concorda comigo. Há que haver a revalidação para garantir a qualidade.
    Na defesa de sua tese você cobra que todos passem por um exame, inclusive os formados no Brasil e os médicos habilitados periodicamente.
    Esta é outra discussão. Esta polêmica que entre nós também tem defensores.
    O cerne da questão é garantir a qualidade da assistência médica. Creio que isto nos unifica.
    Forte abraço.

    ResponderExcluir
  37. Silvio,
    Insisto que não é preconceito. É defesa de posição.
    Há que haver a revalidação para garantir a qualidade da assistência médica no nosso país.
    Eu não disse que todos os médicos formados fora do Brasil são mau formados.
    As evidências mostram que a maioria dos formados na américa latina o são.
    Veja que o REVALIDA 2011 teve nota de corte 5. Dos seiscentos e poucos inscritos, passaram 65. Pouco mais de 10%.
    As questões pessoais a que vc se refere estão fora do mérito da nossa discussão e eu não vou te responder. Não te conheço e você não me conhece. Devemos nos respeitar como pessoas civilizadas.
    Eu penso diferente de você. Devemos debater, discutir e tentar encontrar um consenso. Ou não...
    Forte abraço.

    ResponderExcluir
  38. Sou contra a revalidacao automatica, porem sou a favor de um exame justo, onde haja a obrigatoriedade de ser feito por formandos no exterior, bem como formandos no Brasil. E' muito facil ser medico no Brasil... va para a faculdade 6 anos, tome suas cervejas, festas, barzinhos... aprendeu algo sobre medicina? nao importa, vc sai medico! ou acogueiro... E ai, Dr.? EXAME JUSTO P/ TODOS! MEDICOS DE VERDADE P/ TODOS!

    Obs: no Brasil, na China, na Russia... e na Bolivia, existem alunos bons e ruins, interessados e desinteressados. Nao fale da qualidade de ensino de outros paises, sem conhece-lo, caro Dr.

    Boa Noite!

    ResponderExcluir
  39. Bruno Antonio Rendelli10 de junho de 2012 16:34

    Dr Valdir pare e pense bem,,, reflita um pouco ...nossos brasileiros que vão cursar medidcina la fora a maioria deles não precisam de nota dada o que eles precisam eter o mesmo tipo de prova ..

    ResponderExcluir
  40. Apoio o Revalida, apoio uma prova do CRM para formados no Brasil... Como a da OAB! Vamos medir capacidades? Seria um massacre, alto índice de reprovação!

    ResponderExcluir
  41. Waldir, foi dito em algum post acima que fosse criado uma prova única, afim de qualificar os conhecimentos dos médico formados no exterior e no Brasil. Uma única prova, da qual seria possível inclusive verificar a qualidade de ensino do Brasil.
    Isto sim, seria democracia e acabaria de vez com tal discussão.

    Simples Dr. uma prova para todos que desejem praticar a medicina no Brasil, sejam eles os próprios brasileiros ou formados de outros países.

    A OAB tem prova para prática da profissão, por que para a prática da medicina que detêm muito mais risco não?
    Acho que muitos comentários estão acertando quando chamam o protecionismo ou burguês, por que com certeza isso é uma questão bastante séria que vocês já conhecem e fecham os olhos.

    Igor Oliveira
    Estudante de medicina da UDABOL - Santa Cruz de la Sierra - Bolívia.

    ResponderExcluir
  42. Igor,

    O Brasil não tem governabilidade sobre a qualidade dos cursos do exterior. Tem responsabilidade com os cursos existentes no país. Não tem lógica avaliar o aluno fora da escola. Defendemos a avaliação durante o curso. O exame da OAB é mera reserva de mercado. Produz mão de obra barata para escritórios de advocacia. Os bachareis. O médico formado é médico. Não bacharel em medicina.

    ResponderExcluir
  43. marianarodrigues@hotmail.com.br1 de junho de 2013 21:45

    A IGNORÂNCIA É A PIOR DOENÇA DO SER HUMANO, CONHEÇA ANTES NOSSA REALIDADE ANTES DE FALAR BESTEIRA

    Sou Enfermeira concursada em um Município do Interior Paulista, ou seja,
    trabalho no SUS, trabalho em Unidades Básicas de Saúde, e vejo o quão desprezível são as atitudes da maioria ( cerca de 95% ) dos médicos em relação ao compromisso com o cumprimento dos horários de trabalho e os atendimentos aos pacientes, os médicos abusam do poder por falta de profissionais no mercado e médicos clinicos geral que recebem para trabalhar por 6 horas, chegam a hora que querem atendem 40 pacientes em no máximo 01 hora e meia e vão embora, ou seja todos os pacientes reclamam do descaso, que o médico nem olhou para sua cara, examinar então, nem se fosse o the flash. Isso vem ocasionando um aumento muito grande de erros em diagnósticos. O mesmo acontece com os ginecologistas e obstetras que atendem 30 gestantes em menos de 2 horas, gestantes de auto risco são tratadas como uma gestação sem riscos o que vem ocasionando aumento no numero de mortalidade materno infantil. O pior é se reclamamos com nossos superiores em defesa dos pacientes, o que ouvimos é que não podem fazer nada que médicos estão em falta.
    O pior de tudo é que eles ganham o quanto eles querem, eles exigem o valor e dizem, ou vocês aceitam ou a partir de hoje não venho mais. Pois é, ainda temos que ouvir isso destes médicos medíocres e mercenários, parecem uma máfia.
    Acho que é por isso que estes ¨médicos¨ e seus puxa sacos denigrem tanto alunos que se formam no exterior, por medo da concorrência. Á e só para lembrar ao ilustríssimo ignorante, que mete o pau nos corajosos que vão para outros países buscar oportunidades de estudo, oportunidades estas que lhe são negadas em seu próprio País, devido ao ensino medíocre nas escolas públicas, pois para os menos favorecidos que não tem condições de pagar escolas particulares para ter condições de passar nas Federais ou pagar uma Universidade de medicina particular que hoje gira em torno de 6 mil reais por mês. Mas só para deixa lo apar da situação todos os médicos que trabalham comigo são formados no Brasil ( PUC, USP, UFSCAR, UNINOVE e outras) então senhor ilustríssimo ignorante nunca devemos generalizar, em todos os Países do mundo existem boas e más Universidades assim como bons e maus profissionais sejam eles: Médicos, Advogados, Enfermeiros, Engenheiros enfim acho que você entendeu.
    Graças a Deus falo por experiencia própria, pois trabalhei 1 ano numa cidade vizinha em uma Unidade Mista de Saúde era Ambulatório e pronto socorro junto, eu trabalhava a semana toda com muitos médicos e o engraçado nisso tudo é que o melhor de todos em todas as atribuições: cumprimento de horário, respeito e consideração com os pacientes e com toda a equipe de trabalho, ERA UM MÉDICO
    FORMADO NA BOLÍVIA QUE MORAVA EM HIGIENÓPOLIS - SP QUE INFELIZMENTE SÓ FAZIA PLANTÃO de 24hs, 2 VEZES NO MÊS E OS PACIENTES FAZIA FILA QUANDO SABIAM QUE ELE VIRIA ATENDER. Então papudo para de falar asneira e vai estudar também, e só pra terminar você deveria propor um exame obrigatório para todos os formandos de medicina independente de sua origem assim como a OAB que trabalha com papéis e papéis quando erramos rasgamos e jogamos fora, já com pacientes se erramos perdemos uma vida, então poderíamos saber com certeza quem realmente tem condições de lidar com vidas.
    E o senhor também vai ter que me engolir pois em Janeiro de 2014 estou indo de mudança para a Bolívia vou fazer MEDICINA e sei que vou fazer a diferença.

    Santa Cruz De La Sierra me aguarde, que vou mostrar do que uma Brasileira determinada é capaz.

    E o Senhor ou um filho seu um dia ainda vai ser atendido por um medico formado na Bolívia, quem sabe até já não foi sem saber, afinal Deus é Pai. E o que aqui se faz aqui se paga.

    ResponderExcluir
  44. Mariana,
    Você ficou aborrecida. Usou palavras duras. Não identifiquei no meu texto nada que deponha contra enfermeiras ou a defesa de maus médicos. Maus profissionais não tem defesa. Suas faltas devem ser apuradas pelos responsáveis e adequadamente punidos. Existem bons e maus médicos. Como bons e maus enfermeiros. Médicos formados no exterior também. E são bem vindos. Basta revalidarem seus diplomas. Desejo sucesso em seu curso na Bolívia.

    ResponderExcluir
  45. ESTUDEI FORA E REVALIDEI ... ACHO JUSTO O REVALIDA PORQUE TEM MUITA GENTE QUE NAO SERVE NEM PRA TEC. EM ENFERMAGEM QUERENDO SER DR. ...QUAL É O MEDO DO REVALIDA ? OU VAO PRECISAR DA TIA DILMA PRA TRABALHAREM, PORQ NAO TEM CAPACIDADE DE APROVAR...A DILMA QUER ABRIR AS PORTAS PORQ TEM UM MONTE DE PETISTA ESTUDANDO EM CUBA E QUE TEM MEDO DO REVALIDA.É ISSO E ACABOU.

    ResponderExcluir
  46. Na época que fiz vestibular, eu tinha um grupo de colegas que como não conseguiam passar na vestibular por aqui eles foram p/ Bolívia fazer medicina. Depois vi que muitas (muitos mesmo) estudantes seguiam essa rota mais fácil (sem ofensa).
    Eu particularmente acho injusto um estudante que realmente se esforça, se dedica, disciplinado e passa com todos méritos em um vestibular extremamente concorrido como o de medicina e outro que opta por fazer um medicina na Bolívia porque é mais fácil o processo de ingresso na faculdade, depois volte ao Brasil sem nenhum processo de avaliação. Acho que essa geração está voltando ao Brasil agora.
    Não me entendam mal, bons e maus profissionais existem em todas as aréas, nacionalidades, raças e etc; cada caso é um caso, só quero dizer que se o médico formado na Bolívia ou qualquer outro lugar do mundo for realmente apto, basta fazer a prova do REVALIDA e passar. Uma prova com nota de corte 5,0 com 10 a 12% de aprovação é porque tem alguma coisa errada ao meu ver.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

stats

redes

    

Blog do médico paraense Waldir Cardoso dedicado a discutir sobre saúde, política e cidadania. Seja bem vindo/a

Vídeos

Vídeos

Waldir e Saúde no Brasil vídeo

Vídeos

Arquivo

Arquivo

Busca

Busca
Tecnologia do Blogger.

Categorias

Categorias

Estatísticas

Estatísticas

Contador

Contador de visitas

clustrmaps