segunda-feira, 27 de agosto de 2012

FENAM é contra o exame obrigatório para estudantes de medicina no final do curso

O Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo) tornou obrigatória a aplicação de exame para todos os estudantes do último ano do curso de medicina do Estado. Quem se recusar não poderá exercer a profissão, mas a nota não impedirá o profissional de trabalhar.


O presidente da Federação Nacional dos Médicos, Geraldo Ferreira, explicou que a entidade não é a favor do processo da forma como está. Para ele, seria justo uma análise do aluno por etapas e não somente ao final da faculdade.


“A posição da FENAM é contrária ao Exame de Ordem. Uma das alternativas que tem sido discutida e que pode ser aprofundada é o exame seriado. Há cada dois anos, o estudante faria uma avaliação, chamada Exame de Progressão. Essa ideia é mais simpática ao movimento sindical”.


Ele completa que a possibilidade da prova posteriormente vir a excluir profissionais é um grande problema.


“Nesse primeiro momento não reprova, mas pode vir a reprovar. E isso criará um contingente de médicos jogados no mercado e com seis anos de formação praticamente nulos, então isso nos preocupa profundamente”.


Ouça o podcast com o Presidente da FENAM AQUI


Fonte: FENAM                            

Um comentário:

  1. Sou a favor da decisão do CREMESP. Assim poderão julgar com mais propriedades os médicos formados no exterior. De toda forma já veremos o nivel da prova aplicada comparada com o REVALIDA. Abraço

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

stats

redes

    

Blog do médico paraense Waldir Cardoso dedicado a discutir sobre saúde, política e cidadania. Seja bem vindo/a

Vídeos

Vídeos

Waldir e Saúde no Brasil vídeo

Vídeos

Arquivo

Arquivo

Busca

Busca
Tecnologia do Blogger.

Categorias

Categorias

Estatísticas

Estatísticas

Contador

Contador de visitas

clustrmaps