sábado, 15 de junho de 2013

Resistência pode salvar a Santa Casa da privatização

Na segunda feira, 10, acompanhei o deputado Luiz Henrique Mandetta em sua visita à Belém. Ele veio a capital falar sobre políticas públicas na área da saúde, particularmente sobre a proposta de importação de médicos sem revalidação. “ Não se vai conseguir atrair de uma maneira sustentável médicos que permaneçam nas comunidades mais carentes desse país, sem que o vinculo de trabalho seja qualificado, sem que a pessoa saiba que ela vai ter uma carreira, que ela vai poder chegar e ficar um tempo, como é o Ministério Público, como é o Judiciário” afirmou no Deputado. Estivermos na Assembleia Legislativa onde fomos recebidos pelo presidente da casa, Deputado Márcio Miranda. Também presente, o vereador médico Abel Loureiro.

No mesmo dia, também na ALEPA, assisti parte dos debates da audiência pública para discutir a privatização da Santa Casa. O Secretário de Saúde, Helio Franco afirmou que “quem utiliza o termo privatização está sendo leviano intelectualmente, e desonesto”. Mais um sofista na saúde pública brasileira. Entregar a gestão da Nova Santa Casa para uma “Organização Social” é entregar para um grupo privado. Disfarçado de filantrópico, mas privado. O oposto da gestão pela administração direta. No caso da Nova Santa Casa com o agravante de deixar de fora da nova estrutura os servidores públicos que trabalham no prédio antigo. Após anos de dedicação, vão ficar "chupando o dedo". Só com água na boca de vontade de trabalhar no novo hospital.Teremos dois hospitais independentes no mesmo terreno. Um, condenado ao esquecimento. Abandonado, a sangrar, como espantalho da má gestão pública. Ao lado, a eficiência e qualidade. A alta complexidade. O exemplo de boa gestão. Mais perverso, impossível. 


Ao final da audiência o secretário de descontrolou e agrediu o Sindicato dos Médicos, o Ministério Público, as Centrais Sindicais e mais quem passasse na sua frente. As declarações do Dr. Helio atingiram médicos, sindicatos, funcionários públicos, entre outros. Acusou o SINDMEPA de ser financiado por planos de saúde e empresas privadas; acusou médicos de trabalharem para a iniciativa privada e receberem pelo poder público; e ainda disse que o Sindmepa, em conivência com o Ministério Público, coagiu a Sespa a pagar salários astronômicos aos ortopedistas do SUS. Causou imenso constrangimento aos deputados governistas presentes. Destoou do bom debate travado até então.

Mais uma vez o governo não assumiu que já se decidiu por entregar a Santa Casa para uma OS, provavelmente, a PRO Saúde. O mais irônico é que o Secretário brande o argumento da busca da eficiência: "O que queremos é segurança, eficiência e cuidado", afirmou. Sob sua gestão, a Santa Casa, ganhou prêmios e reconhecimento pela qualidade da assistência. Ou seja, assume que, no atual governo, falta segurança, eficiência e cuidado na saúde. Esquisito.

Pelo andar da carruagem, só a resistência popular pode salvar a Santa Casa da privatização. 

8 comentários:

  1. Pelo visto, quem fala a verdade nua e crua destoa dos demais ..
    Parabéns Hélio Franco pela franqueza e pela coragem de colocar o dedo na ferida...
    Os hipócritas não gostam, preferem discursos elaborados e vazios no conteúdo...
    Como diz o apresentador, "isso é uma vergonha " e tem que ser dito , doa onde doer..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que "vantagens " tu estás levando pra defender o secretário,heim.....? Estou sabendo por exemplo, que a Sespa já começou a demitir médicos contratados no Abelardo santos , os mesmos médicos que se dedicam ao árduo trabalho da medicina e que de uma hora para outra , são descartados facilmente. Talvez queiram "enxugar" o quantitativo para pagar melhor as OSs..... ou aproveitar o "coitadinhos" dos médicos que restarem na "antiga" Saint House.....

      Excluir
  2. Victor, seria muito bom se o Helio falasse a "verdade nua e crua". Que querem privatizar a centenária Santa Casa. Seria mais simples e franco.

    ResponderExcluir
  3. É duro vermos a Santa Casa, depois de tudo que fizemos como funcionários, indo para a frente de batalha, ser transformada num negócio. Na verdade não vejo tanto interesse nas necessidades da população...

    ResponderExcluir
  4. o que pode ser feito para efetivamente impedir a privatização de nossos hospitais?!

    ResponderExcluir
  5. Parabêns, senhor Valdir. O Hélio é um grande mentiroso. Agora, é impressionante como as pessoas mudam. O Hélio não pensava assim quando era da diretoria do Sindimepa. Dê dinheiro e poder pra alguém aí essas pessoas se revelam.
    O que o Hélio tem que fazer é pagar os médicos da Regulação de Capanema. Ele mandou os médicos contratados embora e não contratou outros pra suprir a escala. Ou seja, ficou pior que antes. Isso não é gestão. Alias, é má gestão.

    ResponderExcluir
  6. Parabêns Valdir. E o sindimepa deveria representar judicialmente contra o Hélio, para ele provar o que diz. Quem diria o Hélio falando tal barbaridade.

    ResponderExcluir
  7. Parabêns, senhor Valdir. O Hélio é um grande mentiroso. Agora, é impressionante como as pessoas mudam. O Hélio não pensava assim quando era da diretoria do Sindimepa. Dê dinheiro e poder pra alguém aí essas pessoas se revelam.
    O que o Hélio tem que fazer é pagar os médicos da Regulação de Capanema. Ele mandou os médicos contratados embora e não contratou outros pra suprir a escala. Ou seja, ficou pior que antes. Isso não é gestão. Alias, é má gestão.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

stats

redes

    

Blog do médico paraense Waldir Cardoso dedicado a discutir sobre saúde, política e cidadania. Seja bem vindo/a

Vídeos

Vídeos

Waldir e Saúde no Brasil vídeo

Vídeos

Arquivo

Arquivo

Busca

Busca
Tecnologia do Blogger.

Categorias

Categorias

Estatísticas

Estatísticas

Contador

Contador de visitas

clustrmaps