segunda-feira, 17 de junho de 2013

Visita de Verificação aos Programas de Residência Médica em Santarém

Fui designado pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) para participar da Visita de Verificação dos Programas de Residência Médica (PRM) sob responsabilidade da Universidade Estadual do Pará, em Santarém. Em companhia do Professor e Médico Sergio Botti, estive na cidade nos dias 13 e 14 p.p.

Fomos muito bem recebidos pela equipe médica e diretoria do hospital. Agradeceram a visita e elogiaram as orientações fornecidas. Consideraram uma mudança de postura da CNRM pela forma e conteúdo apresentado. Constatamos que os PRM de Santarém não tem COREME própria instalada. Funcionam subordinados à COREME da UEPa, em Belém. Foram orientados que podem – e devem – instalar a COREME própria para melhorar o funcionamento dos PRM. Foram também orientados a melhorar a documentação de todas as atividades e o registro da frequência dos médicos-residentes.

Em reunião separada com os preceptores do Programa de Ortopedia e Traumatologia, colhemos informações detalhadas da semana padrão de atividades. Constatamos necessidade de que as avaliações trimestrais sejam bem documentadas e os residentes informados de sua evolução. O resultado da avaliação deve ser entregue e ser assinada pelos residentes. Os residentes têm atividades em dois hospitais: Hospital Regional do Baixo Amazonas e Hospital Municipal. No momento estão em atividades dois médicos residentes no segundo ano e um no R1. A segunda vaga do R1, deste ano, foi trancada porque o candidato aprovado resolveu fazer o PROVAB. Os preceptores não são remunerados e não receberam nenhum tipo de treinamento para a função. Apesar disso, registramos a dedicação, comprometimento e emprenho dos colegas preceptores na missão de qualificar o PRM de Ortopedia.

Em reunião com os médicos residentes da Ortopedia e traumatologia, apresentamos a estrutura básica e princípios da residência médica enquanto sistema de pós graduação. Muitas dúvidas foram esclarecidas. Chamamos atenção para a importância do processo de avaliação e recomendamos que exijam que o resultado seja documentado. É uma segurança para os médicos residentes e uma forma de conhecerem a evolução do seu aprendizado. Os colegas nos informaram, detidamente, todas as atividades que tem participado e manifestaram satisfação com os conteúdos e habilidades que tem adquirido. Orientamos para a importância da organização dos médicos residentes de Santarém e estimulamos a fundação de uma Associação de médicos residentes municipal e/ou estadual.

De um modo geral observamos grande interesse e empenho da equipe do hospital em desenvolver e, inclusive, ampliar vagas nos programas existentes. Na verdade, estudam criar novos programas. As falhas observadas podem ser justificadas pela falta da COREME própria e pelo funcionamento muito recente dos programas (um ano). As orientações fornecidas irão contribuir para melhorar ainda mais a qualidade dos programas de Santarém. Este sucesso, deve estimular que programas de residência médica sejam instalados em outros municípios do estado.

No dia 14, em visita ao Hospital Municipal, conversei com médicos do staff, médicos-residente e internos. Constatei que a instalação da residência médica em Santarém trouxe impacto positivo para a assistência médica no município, particularmente, no hospital municipal. Há interesse dos médicos graduados no município realizar sua residência na cidade o que irá contribuir para ampliar o número de médicos em Santarém e fixá-los na região. Definitivamente, a melhor forma de fixação de médicos é a residência médica.





0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

stats

redes

    

Blog do médico paraense Waldir Cardoso dedicado a discutir sobre saúde, política e cidadania. Seja bem vindo/a

Vídeos

Vídeos

Waldir e Saúde no Brasil vídeo

Vídeos

Arquivo

Arquivo

Busca

Busca
Tecnologia do Blogger.

Categorias

Categorias

Estatísticas

Estatísticas

Contador

Contador de visitas

clustrmaps